Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

Pedaço de mau caminho

“Bem! Tu  viste o pedaço de mau caminho que acabou de entrar?”, perguntou minha amiga Fátima, quase a engasgar-se com o café  que acabara de pedir.

“E tu achas que eu sou mulher de perder uma coisa dessas?” respondi, sem tirar os olhos do moreno , género casual chique, cabelo negro que acabara de entrar.

“Sou tarada por homemens de calças de couro preto... e olha que rabo ele tem...”

Obviamente, eu já tinha dado uma boa olhada no rabo  dele, só que...

“Estás cega, Fátima? O homem está de jeans.”

“Como, jeans...? Espera lá: de que homem é que tu estás a falar?”

O deus grego que acabava de entrar, a umas três mesas de distância, de modo que pude fazer uma bela e detalhada descrição:

“Aquele viking ali, barba meio por fazer, olhos azuis, quase cinza...”

“Não, o que eu digo,  é o morenão do outro lado do balcão., tipo "latino caliente", parecido com o António Banderas.”

“Ah, aquele... Também é interessantíssimo.... Mas podes ficar com ele todinho para ti.”
“Bem que eu queria”, suspirou a minha amiga, enquanto os objectos do nosso desejo se afastavam.

Os homens são tão sortudos!

(E, desculpem, queridos, mas tão sem imaginação!)

Enquanto eles tem como o seu tipo de mulher ideal um determinado padrão de beleza, de que todos gostam, magras, belas e esbeltas, nós ao contrário, achamos a maior graça em “quase” todos eles, não importa o tipo. 

A maior prova disso sempre ouvimos os homens dizer: 

O meu tipo de mulher é assim ou assado e sempre boazona de preferência.

Já nós mulheres em compensação...

É difícil definir o nosso tipo de homem....!

Pode ser o grande e cheio de músculos, ar perigoso; Pode ser o sensível meio intelectual de olhar carente; O baixinho que passa despercebido; O certo é que se ele provocar uma reacção química...

A adrenalina enlouquece,a vontade é agarrar o desgraçado e leva-lo para algum lugar, qualquer lugar...

E o Adónis que nos faz perder o eixo não tem necessariamente nada a ver com a beleza clássica do "Adónis" de verdade, muitas vezes, não tem nada a ver sequer com beleza.

Um jeito de olhar, um sorriso, o cabelo, um gesto de mãos..  Ou seja, há um sentimento que beira o êxtase espiritual quando olhamos para um homem bonito, mas alguns tipos de beleza são só para consumo externo. A diferença, desculpem o cliché, está no íntimo!

“Queres outro café?”

Fátima, que de parva não tem nada, percebeu imediatamente a segunda intenção por trás da minha gentileza.

Do balcão, a “vista” era bem melhor do que ali da nossa mesa. E lá fomos nós procurar uma posição estratégica ... isto é, que me deixasse de frente para o meu deus deus grego.

O homem era mesmo um escândalo de sensualidade. . tinha até um buraquinho no queixo, o bandido.

Ele é a cara do "Juanes”, comentou a Fátima, e ela tinha razão.. realmente ele lembrava o Juanes o cantar ,que é lindo de morrer.

“Aposto que é músico também”.
“Será?”, suspirei.
“Vai lá e pergunta!”, desafiou-me.
“Nem pensar!”
“Por que não? O que tem demais, olha que tinha graça?”

 A Fátima ainda me tentava convencer, quando o “António Banderas” se “pendurou” nos nossos pescoços.

“As meninas estão sozinhas?”

O jeito ordinarote e o bafo de bebida foram suficientes para quebrar qualquer resquício de encanto..um desastre completo !

“Não, estamos uma com a outra, obrigada”, respondeu a Fátima, já totalmente esquecida, do fascínio da calça de couro preta e pronta a protestar , se o homem insistisse em se sentar connosco.

Felizmente, o "Banderas" não estava sóbrio suficiente para insistir.
“tens a  certeza de que preciso explicar o que é que este tipo tem de mais?” brinquei.

Confesso que sou adepta fervorosa de olhar pelo prazer de olhar. O fato de ficar com os pneus arriados pela aparência de um sujeito não significa que queira levá-lo para casa. Na minha opinião, a graça está em admirar... e ficar a imaginar  coisas... Para que me decepcionar?

Para que correr o risco de descobrir que o homem é gay?

Ou quem sabe, nunca leu nem sequer um livro do Patinhas?

O bom deste “ flirt” que acontece por acaso, é que a gente pode projectar no "deus grego" todas as qualidades que gostaria que ele tivesse. Mas não há a menor necessidade de o comprovar  na vida real.

A experiência de vida já me ensinou que nem tudo o que parece é... 

A beleza é muito subjectiva... Não podemos ter certeza de que um sujeito é mesmo bonito antes de conhecê-lo. ..

Só ai, o maxilar quadrado, o olhar penetrante, o sorriso misterioso, ganham sentido. É o tipo de beleza que só se vê de perto. ..aliás, bem de pertinho.

Depois de a Fátima me dar boleia até em casa, fiquei horas e horas deitada na cama sem conseguir dormir, lembrando-me do "grand finale"daquela noite.

Por momentos levantei-me, fui até à loja de música que existia dentro do café,  aproveitar  para ver os Cds  .

De repente senti uma presença ao meu lado um perfume agreste de homem, e, no mesmo segundo soube que era ele.

Ficamos algum tempo em silêncio, mas eu ia morrer se não ouvisse a voz dele.

“Não consigo encontrar nenhum  CD do Perry Blake, consegue vê-lo?”

Tentei parecer o mais natural possível...

“Acabei de ver Have You Ever Really Loved A Woman!  "Garanto que é das música que você mais gosta.”

Com essa observação, ele subiu no mais alto degrau do meu pódio particular de homens interessantíssimos.

Conversamos mais um pouco sobre nossos gostos musicais, escolhemos alguns temas e, quando me preparava para voltar à mesa, ele olhou-me bem dentro dos olhos (que, por sinal, não eram azuis, eram verdes), e disse: 

“A gente já não se encontrou antes? Tenho a impressão de que a conheço .”
“Também tenho, mas não me lembro de onde”.

A essa altura eu estava a ponto de ter uma coisa...
“Tudo bem, tenho certeza de que nos vamos encontrar outras vezes.

"Você vem sempre aqui?”
“Hum-hum...”,

 Já nem falei porque estava a mentir descaradamente!
“Não me disse seu nome”
“Lúcia” Não sei por que menti.
“O meu é António. Tchau, Lúcia”.
“Tchau.”

Dei o maior sorriso de que fui capaz, virei as costas e voltei para a minha mesa, esforçando-me para não tropeçar nas nuvens.

Sabem aquela coisa que eu disse sobre muitos interessantes e lindos serem gays e burros?

Não é preciso levar "tããããooo" ao pé da letra. Sempre que possível, dê-lhes uma chance. No fundo, todos merecem ser levados para a cama, como eu fiz com  o António naquela noite...

Em sonhos, é verdade!


publicado por Saia-Justa às 16:16
link do post | confessionário | ver confissões (56) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Sonhos molhados ou anseios escondidos...

Inácia vinha da sua aula de catequese quando se deparou com um bando de miúdos todos excitados a ver os cães a acasalar. Presa de uma legítima indignação, corre os cães à pedrada e desata a pregar moral aos miúdos!

- Seus devassos, seus impudicos, quereis arder no fogo dos infernos? isto é lá coisa que se veja! instintos animais, bestialidade pura! já para casa seus magarefes!

Os miúdos desandaram e ela foi para casa a bufar de indignação. Comeu qualquer coisa leve e depois de deixar a cozinha imaculada, lavou-se fez as suas orações da noite e deitou-se. Mal tinha fechado ainda os olhos quando....

 

«- Se viu rodeada por uma matilha de cães raivosos com membros enormes, dentes arreganhados, prontos a saltar-lhe em cima. Num acto de desespero puro, desatou a fugir pelo meio da mata sem sequer ter consciência dos espinhos que lhe rasgavam a roupa e lhe arranhavam a pele. Foi-se embrenhando cada vez mais no denso matagal, sempre com os cães a rosnar no seu encalço até que num último assomo de energia, produto do desespero, galgou um portal e sá aí se sentiu a salvo. Iluminada apenas pelo luar foi tacteando na escuridão até que esbarrou num corpo, dando conta só então da sua nudez.  A forma que dela se acercou, destablizou-a com o seu cheiro de animal primitivo e pouco depois, tremia de excitação e os seus gemidos impunham-se. Aquilo, mordiscava-lhe os ombros e humedecia-lhe a pele, arrastando os lábios pela base do pescoço. Segurava-lhe os seios com a mão e acariciava-lhe os mamilos com uma língua quente. Inácia não o travou. Atordoada, caiu de joelhos sobre um tapete de musgo e sentiu-o chupar com prazer um mamilo e outro, o estômago distendeu-se e sentiu uma dor aguda entre as pernas que a impeliu a agarrar a cabeça daquela forma indistinta.

O seu ventre foi percorrido com beijos, o umbigo invadido por uma língua quente ao mesmo tempo que umas mãos fortes lhe acariciavam as nádegas e desciam ao lugar mais recôndito do seu ser. Estás húmida e quente ouviu-o sussurrar ofegante enquanto os seus dedos desvendavam essa parte secreta, a sua boca procurou de novo a dele, enquanto os dedos continuavam a friccionar o pequeno vulto entre as pernas. Era tão bela a maneira como se tocavam, como os seus corpos se moldavam, lançou a cabeça para trás e ofereceu-lhe todo o seu corpo.Sem afastar os olhos, deixou-se acariciar até aqueles dedos a penetrarem ao mesmo tempo que o polegar lhe massajava o clítoris. Deixou escapar um suspiro, arfou e depois gemeu. as suas mãos apertaram-lhe a carne, as suas unhas enterraram-se e as suas ancas iniciaram uma dança ritmada e ouviu-se murmurar «Por favor», ao mesmo tempo que a sua vagina se distendia prevendo o orgasmo iminente. Quando por fim a tensão explodiu o seu corpo exprimiu-se em lascivos urros e grunidos de prazer. A sua mão fechou-se em torno daquele membro poderoso e guiando-o foi abrindo as pernas.

Mergulhado naquela húmida tepidez, sentiu o membro duro e pulsante penetrá-la milímetro a milímetro e então, com uma estocada seca e firme, iniciou-se a dança, um movimento ritmado, cada vez mais urgente, ao mesmo tempo que a sua vagina sofria espasmos em volta daquele corpo estranho, apertando-o, contendo-o, incitando-o. Os seus corpos moviam-se a um ritmo selvagem investindo e empurrando cada vez mais fundo. Levantou a cabeça e dirigiu o olhar para onde os seus corpos se uniam, ali onde uns pelos negros se enroscavam no ruivo dos seus. Fechou os olhos e elevou ainda mais as pernas e então começou a agitar-se e a gemer como se estivesse a ter uma convulsão. Louca de prazer, mordeu o punho quando aquela onda de fogo a submergiu. Depois daquele orgasmo, ficaram ambos parados, tensos, presos um ao outro, ele ainda dentro dela, as respirações agitadas contra as peles húmidas....»

 

-Inácia, Inácia, acorda mulher!

-Fiquei aflita faltas-te à missa das seis.

- Que te aconteceu? tens o pulso todo negro....

- Foi só um sonho Tia Emília, só um sonho...

 

-Inácia, vestiu-se e sentou-se para tomar o pequeno almoço mas, em vez da costumeira oração, só lhe acudia ao espírito aquela música :

«Eles não sabem que o sonho

É vinho, é espuma é fermento

Bichinho álacre e sedento

De focinho pontiagudo

Em perpétuo movimento...

 

Eles não sabem nem sonham

Que o sonho comanda a vida...»

Levantou-se danada  a resmungar entre dentes " malditos cães" e abalou para a missa das oito.

 

 

Texto de ficção escrito na posse das minhas faculdades mentais ao abrigo da lei que me permite ser eu própria.

publicado por tailleur-e-saltosaltos às 09:40
link do post | confessionário | ver confissões (26) | favorito
|

.Elas....

.pesquisar

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.pecados/recentes

. Pedaço de mau caminho

. Sonhos molhados ou anseio...

.pecados/absolvidos

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.últ. comentários

Vou revelar meu segredoNInguém imagina que na inti...
Procuro mulher fogosa para inversão.Tenho cara voz...
SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )http://www.sop...
Interessante. E agora, tantos anos depois... Já fa...
Pelo menos eu percebo e adoro quando minha namorad...
Kkkk... o que eu mais gosto é de explorar os lábio...
Macarron chacarron
Mulher, e a coisaa material mais gostosa que Deus ...
olá rapariga. pela tua mentalidade e pela abordage...

.mais comentados

eXTReMe Tracker
provided by Inteliture.com
Inteliture.com
online
blogs SAPO