Quarta-feira, 17 de Março de 2010

A encarnação do pecado

Diz ela que não se chama Maria mas também, com um par de pernas destas quem lhe quer saber do nome!

Diz que não se sente tentada em dar pontapés e isso aí eu já duvido....

Não convida ninguém a prevaricar ou pecar mas, com lingerie desta todos os santinhos são de barro...

É  primavera diz ela e nós mulheres sabemos bem que é verdade!

Por mais sexy que umas calças sejam, por mais que elas levantem o bumbum, por mais sensual que uma camisola seja com wonderbra ou sem, nada atrai tanto a atenção de um homem como um bom decote ou um belo par de pernas à mostra.

Chegaram os primeiros dias de sol, que convidam a caminhadas e este facto, além de fazer bem à saúde, faz sobretudo bem ao ego!

Uma mulher com umas  pernas bonitas e cuidadas, provoca um efeito robialac nos homens.

Eles ficam mais luminosos quase se transfiguram, exercitam o pescoço e outras coisinhas mais, a ponto de nem repararem que o sinal verde já caiu.

É vê-los perder o cinzentismo, o olhar apagado, parece que se lhes liga um botão e giro, giro mesmo, é analisar as diversas reacções.

Há os que admiram ostensivamente, os que tentam disfarçar, os que ficam especados, os que fingem que até nem reparam, mas todos eles sem excepção reagem.

Não somos só nós mulheres que damos fodas oftalmológicas não....

A dona destas pernas diz-me que hoje vestiu uma saia azul (justa claro) mas, azul ou verde, curta ou comprida, é bem verdade que nós mulheres, temos muito mais armas para usar que eles e que, poucos vão reparar ou saber da cor da saia.

Pecadoras pois então......

publicado por tailleur-e-saltosaltos às 11:35
link do post | confessionário | ver confissões (23) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Março de 2010

Prevaricação

Na perspectiva do vale tudo menos tirar olhos, Maria resolveu dar um pontapé na rotina.

Vai daí resolveu viajar e escolheu um destino, o céu!

Depois de aturada pesquisa, onde o mais relevante era o preço a pagar, decidiu-se a viajar com alguém com digamos, lugar cativo.

Outros factores pesaram também claro, mas à partida voos low cost estavam fora da jogada.

Podem até ser mais acessíveis mas há que ter em conta as distâncias, as taxas do aeroporto, as acomodações bem como o destino por vezes incerto.

Bom, pesados os prós e os contras a Maria, resolveu-se a embarcar  consciente do risco, e com aquela adrenalina toda que dá a prevaricação.

Maria prevaricou ...óhhh... se prevaricou o que digamos é um pouco estranho dado que viajou para o céu!

Só se deu conta de embarcar porque depois, aquilo oscilou entre estratos celestes.

Entre gemidos e arquejos, tão depressa estava no céu como no paraíso.

Aquele alternar entre estados, afastou inclusive cintos de segurança e todas as normas de condução em terrenos perigosos.

Maria já conhecia aquele tal lugar cativo e como tal não estranhou o desempenho.

Numa viagem ao céu, há mais é que apostar no cavalo certo.

Maria pensou em tudo!

Estudou todas as possibilidades, todas as rotas, caminhos alternativos, desvios, rotundas e becos sem saída.

Delineou um percurso limpo, sem percalços e fora de triangulações.

Prevaricou dirão alguns, ultrapassou todos os limites dirão outros, limitou-se a satisfazer os instintos mais prementes do ser humano como matar a fome ou a sede, fez bem, fez mal....

Maria é mulher, é uma sobrevivente, consciente, uma mulher de coração limpo que não deseja mal a ninguém.

Vive e deixa viver.

Resolveu viajar para o céu e vai fazê-lo mais vezes, sem pudores até porque tem esse direito.

Maria sabe que não deve nada a ninguém, Maria sabe do que gosta, Maria sabe  o que quer, Maria vai fazê-lo, Maria vai sentir-se mulher, vai gemer, vai vir-se, vai gozar, vai oscilar entre o céu e o paraíso.

 Pecado?..., o pecado não existe diz a Maria, não há pecado no céu!

 

publicado por tailleur-e-saltosaltos às 11:32
link do post | confessionário | ver confissões (31) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

A prova

Opinião a mais ou mais uma opinião... bom, isso agora  não interessa nada

 

Já não é de hoje, que tenho dito que a tailleur-e-saltosaltos tem  um "pezinho" no convento... bom, confesso que a noviça fui eu, mas ela também por lá passou... e aqui fica a prova do quanto era devassa e pecadora.

 

 

 Com os devidos agradecimentos ... mais uma opinião

publicado por Saia-Justa às 22:40
link do post | confessionário | ver confissões (33) | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

O que entendem por natural ???

 

 

Estão frente a frente... olham-se, olhos nos olhos...
Um momento… o carinho... dois rostos …dois seres..
-Dá-me um abraço… Dois corpos que se encontram, se tocam ..
Abraçam-se em silencio, quietamente, gozando o momento  …
Carinho, amor, desejo…
Olham-se fixamente, como que hipnotizados, uma mão que acaricia o rosto..
Bocas que se aproximam…
De mãos dadas fecham a porta….
O que se passa da porta para dentro, só a (eles) diz respeito..
(Haaá…e que sejam felizes…)
Há histórias de amor muito bonitas, não há???
Por mais ou menos sensíveis que sejamos, todos gostamos de uma bonita historia de amor, e seja num filme ou na vida real, acabamos sempre por “torcer” para que dê certo , que sejam felizes para sempre.
Existe lá coisa mais bonita que uma historia de amor, uma relação que faz sorrir ...???
Sentir-se amado, sentir-se adolescente de novo. Senti que alguém ao nosso lado, é capaz de nos aconchegar em todos os momentos, com palavras, emoções, e desejo.
Todas as historias de amor tem um (Q) de ridículo (para quem está de fora) Troca de MMS, bilhetinhos espalhados por aí... Noites mal dormidas enfim… o amor é lindo.
O que é o amor: é desejo, paixão, tesão, sorrir sem razão…  ora bolas quem é que não gosta de o sentir..?
Mas o amor não é só uma coisa física, o amor na sua essência…é muito mais do que sexualidade, ou não é?
 E muitos de nós, não interpretamos o amor a luz de nossa pequenez?
Aquela historia lá em cima, pode ser uma história de amor, certo?
Tem gestos bonitos, desejo, ou seja, todos os ingredientes para ser uma historia de amor…

Mas será que a vemos com os mesmos olhos se soubermos o sexo dos intervenientes???
Altera alguma coisa? Ou passa a ser um pecado, uma depravação, uma anormalidade?
O objectivo aqui não é o de fazer apologia a nada.  Mas a sociedade em que vivemos,  prova através de comportamentos preconceituosos, e ainda acredita, que o amor só pode ser vivido entre pessoas de sexos opostos.
Como diria a outra, o casamento serve para procriar…

Credo, isso faz-me ver os homens e mulheres como animais de reprodução… elas deposito de esperma e eles bois de cobrição. 
Há quem considere a homossexualidade antinatural. 

E o que é que podemos entender por natural???
Só  as quecas   ente homens e mulheres exclusivamente para reprodução? 
E quando os  casais heterossexuais  dão uma bela foda, só pelo prazer…

Porque é bom, porque faz parte da natureza humana, isso é antinatura?
Os beijos na boca, o sexo oral, anal, a masturbação… 

Deixemo-nos de  hipocrisia quem é que não conhece o próprio corpo através do toque das próprias mãos pela masturbação ????
Tretas á parte, o  prazer é uma coisa muito pessoal…  e sente-se goza-se  independente  de ser pecado ou não!
Independente da orientação sexual de cada um, o amor não pode ser catalogado... para uns como doença , falta de vergonha ou pecado e para outros como uma bênção .
Mas desde quando é que o amor se pode considerar um pecado?? Isto partindo do principio que o pecado existe… Coisa que eu duvido, o pecado está na cabeça de cada um de nós.
Não que seja perita na matéria, mas pelo que me apercebo, a homossexualidade não é uma  pessoa relacionar-se  apenas sexualmente com alguém do mesmo sexo, isso é  tesão….

É tudo o que envolve uma relação hetero, companheirismo, interesses, gostos, o envolvimento sentimental, e  evidentemente que se “comem” que se amam, afinal faz parte é uma  necessidade fisiológica ter sexo.
A homossexualidade não é uma escolha pessoal, ninguém acorda e diz: Hoje sou gay ou lésbica…

Ninguém escolhe a sua orientação sexual.
As vezes pergunto-me se todos nós temos a sensibilidade  suficiente para avaliar  o conceito do amor… sem preconceitos …
Claro que somos espirituosos, e existe sempre a tendência de sorrir ou fazer uma piadinha sobre outras tendências “opções” sexuais.
Mas é absolutamente estúpido o preconceito, e a ignorância de muito boa gente que humilha, e diz que nem amizade manteria com um gay ou lésbica.
Cuidado… isso pode ser sexualidade mal resolvida…  
A sorte é que os gays não são azuis… as tantas, ficaríamos  surpreendidos com a quantidade de pessoas azuis que existem à nossa volta.
A nossa sociedade ainda condena a homossexualidade, seja por questões religiosas ou outras…   mas a ignorância é opcional… temos cérebro…
Como diz a historias lá em cima…
 “O que se passa da porta para dentro, só a (eles) diz respeito..”
Em que é que isso pode afectar a minha sexualidade??

Em relação à homossexualidade, a minha opinião é só uma: Cada um deve procurar a felicidade. Se é com alguém do mesmo sexo seja…!
 É muito hipócrita recriminar tudo o que não seja padrão.   A maioria das pessoas não consegue ser feliz, e tem inveja daqueles que não seguindo os padrõezinhos impostos conseguem ser.
A verdade é que se fossemos mais felizes, não passaríamos a vida a palpitar sobre a “vida do vizinho” Se fossemos verdadeiramente felizes ,viviamos...
O amor deve ser respeitado em todas as suas formas.

 

Saia Justa
 

publicado por Saia-Justa às 14:35
link do post | confessionário | ver confissões (27) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

Sina de Mulher

Há quem lhe chame,  fado ou destino mas é unânime que todos temos um, acreditemos ou não!

A sina desta mulher que até nem se chama Matilde é uma coisa que, seja na bola de cristal, no tarot, ou mesmo nas revistas cor de rosa não tem solução.

Pois...mas continuando, vou falar-vos como é habitual de culinária mais concretamente de doçaria conventual e outras.

É sabido por todos que a mente tal como o corpo pode ser moldada. Claro que existe um património genético que varia de pessoa para pessoa, daí umas poderem comer uma dúzia de pasteis de nata com canela, e outras nem sequer um pão, um simples papo seco.

Mas independentemente do tecido adiposo que se tem ou não, há aquelas que vivem num eterno dilema.

Comer ou não comer?? Será pecado?? Será que posso mas não devo ou será.... uma trinquinha só....??

Um pastel de nata, uma bola de berlim, um pastel de belém, uns papos de anjo, um pudim do abade....e salivam, salivam, salivam.... em seco, porque sabem que têm que se contentar com o simples pão caseiro!!

Assombrada por duvidas, dilacerada entre a fome e a vontade de comer, nem o provar lhe está acessível, assim é a vida desta minha amiga. Uma eis noviça que revelou desde cedo muita aptidão para doces conventuais e outros!!

Posta de castigo ou de penitência como queiram, no curral das freiras, ups,  perdão das furnas, foi convidada posteriormente a abandonar as irmãs  do Perpétuo coração!!

Ora sendo exactamente Perpétua o seu nome do meio, e imbuída lá no fundo dos ensinamentos que recebeu, tadinha foi condenada a salivar eternamente....

Digam lá se não é SINA!!!

Esbarra em todas as esquinas com variadissímos tipos de pão, bolos de primeira qualidade mas, sabe que não serão para o dente dela, saliva, saliva, baba, que mete dó.... mas, firme e hirta como convêm, ela sabe  que está no bom caminho, no caminho da rectidão, tal como Deus quer e as freiras lhe inculcaram e .... que até  Há Sinas piores..... !!!

Sonhar afinal nem é pecado ou é?

 

publicado por tailleur-e-saltosaltos às 12:43
link do post | confessionário | ver confissões (30) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

Desejo ou Pecado?

Tal como no beijo, também no desejo há muitas nuances, muitas variantes!

Quem nunca sentiu desejo?? por um pastel recheado, por uma fruta sumarenta, por uma peça de roupa ou até por estar só? desejos....

Engraçado como o desejo está conectado com pecado, com a gula, com a vaidade com o egoísmo e no entanto quem nunca sentiu desejo?? quem nunca pecou??

No entanto há um outro que é tão terrível que se esconde, que se nega, aquele que está relacionado com a luxúria, aquele que todo o hipócrita esconjura.

Quem nunca ouviu aquela expressão « Deus nos livre e guarde do pecado da carne» mas se nós fomos todos criados á sua imagem e semelhança onde está o pecado então?

A nós mulheres especialmente, sempre nos foi negado o desejo e reprimido como uma coisa má e suja, felizmente que hoje a despeito do fogo do inferno já nos outorgam o direito de o sentir, de falar e de sentir à vontade com aquele fogo que nos consome as entranhas, que faz arder o sangue, cavalgar o coração e erguerem-se e contraírem-se os mamilos como aguilhões redondos.

Quem em nome de Deus se lembra das penas anunciadas para os pecados, do sexto e do nono mandamento, sempre que se descobre a alegria do corpo? Quem se lembrará de pudores ou reparos quando se geme, ruge ou  grita à vontade, quando se extrai música das entranhas?

Essa treta de que as mulheres devem ser recatadas, castrou já muito boa gente. Se fossemos educados na crença de que o desejo é natural em vez de pecaminoso, talvez a naturalidade fosse vista como um sinal de inocência.

Porque será o desejo do corpo algo de tão pecaminoso de tão condenável? Em nome de quê vamos pois escondê-lo se o desejo é um sentimento tão natural, tão intrinsecamente humano?

Quem será melhor guia das nossas coordenadas de prazer senão nós próprios? Só com um conhecimento profundo do nosso corpo e da nossa sexualidade podemos usufruir do poder do desejo e da satisfação plena dos sentidos. As grandes responsáveis no entanto por anos de repressão foram as próprias mulheres que se entrincheiravam no manto da hipocrisia e viviam subjugadas pelas aparências. Até mesmo as recatadas ou as eternamente virgens, em algum momento da sua existência, cederam aos seus instintos. Em qualquer momento das suas vidas, desnudaram-se e a coberto dos lençóis, jogaram o jogo dos amantes. Sem titubear, esgravataram as fontes e lenta, muito lentamente, como quem carameliza uma fruta, untaram o pequeno pistilo do sexo, fustigando-o, tirando-o da sua clausura, convertendo-o num tenso detonador de humidades. Possuídos pela urgência dos gemidos, os amantes dedos transformavam-se então em colibris esvoaçando vertiginosamente sobre a flor de pétalas carnudas que se estende a partir do centro até encher o cérebro de aromas. Por fim a flor enorme e ululante desfazendo-se em pulsações e contracções soltava as suas etéreas nuvens amarelas e, na estreiteza de uma cama solitária elas benziam-se e adormeciam com o credo na boca.

Quem ficou a ganhar pois com a desmistificação dos tabus? A moral e os bons costumes continua a ignorar e a esconder, a igreja continua igual a si mesma, felizmente, os que não têm medo sabem que sentir desejo é sinal de saúde física e mental e que em vez do fogo do inferno ele presenteia-nos é com o fogo do paraíso.

Pecado será pois não sentir desejo e só os hipócritas não dirão ámen.....

 

 

 

 

publicado por tailleur-e-saltosaltos às 09:20
link do post | confessionário | ver confissões (28) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Eva ou Lilith... qual o pecado?

Sexo de novo… é verdade este blogue só fala de sexo, e porque? Porque o objectivo é esse mesmo. Nós, achamos que existem muitíssimos blogs a falar de sexo mas por uma razão ou outra não nos agradam completamente. Ou são “pesados” de mais ou caem na vulgaridade ou são simplesmente relatos detalhados de aventuras mirabolantes a beirar a ordinarice.

E o que é que nos  leva a pensar que o nosso possa ser melhor? Pois é, ai que reside o cerne da questão. Não pretendemos que o nosso seja nem melhor nem pior mas sim diferente e divertido ou pelo menos que nos divirta a nós que o escrevemos.

Não vamos misturar estações ,estado civil , ou muito menos experiencias pessoais. Mas falar de gostos preferências de desejos e de vontades de forma divertida, porque aqui entre nós o sexo é muito divertido e faz bem à saúde.

Durante um tempo esta verdade foi camuflada e pintada com a cor do pecado. Sexo era uma prática do “demo” onde as “senhoras do bem" se deveriam resguardar e nunca , mas nunca ter prazer. O objectivo era servir o marido. Esse sim podia esbaldar-se  nos prazeres do sexo onde e como lhe apetece-se o prazer era um “direito” do homem.

A mentalidade masculina e também feminina, porque não dize-lo ( é) foi durante tempo muito tacanha. A mulher era vista como um ser “assexuado “ uma reprodutora.. Servia para ter filhos o (resto) … era feito com as outras… existiam as mulheres para casar e as “outras” entenda-se com as outras as que podiam partilhar os prazeres da carne, podiam ir mais além que a posição de missionário, podiam gritar, gemer, dizer que gostavam e queriam mais. As “oficiais” as respectivas senhoras de bem, não ousavam insinuar-se muito menos dizer que queriam sexo, orgasmos não fazia parte do vocabulário .  E se por acaso alguma se revelava mais atrevida … bom o resultado podia não ser o melhor… não acreditam? Comecemos então por o inicio dos tempos. Ao contrario do que a igreja nos quer fazer acreditar a primeira mulher não foi a Eva. Essa foi a mulher “encomendada” porque dava jeito. Dava jeito que fosse submissa, obediente e estivesse as ordens.

A primeira foi  Lilith. A primeira mulher, feita em igualdade de condições com o primeiro homem, e expulsa do “Paraíso” por tentar fazer valer essa igualdade. Igualdade que ela reedificava em todas as circunstancias, tanto como pessoa como no sexo. Ela queria os mesmos direitos o meu prazer . Conta-se  que Lilith, inconformada com a situação de desigualdade vivida com Adão, questiona: "Por que devo deitar-me em baixo de ti? Por que ser dominada por ti? Contudo, eu também fui feita de pó e por isso sou tua igual." E Adão, ciente da supremacia do homem, nega-se a mudar a ordem. Lilith revolta-se, acusa Adão e vai embora.

E assim Lilith foi banida de todos os escritos sagrados e acusada de ser  feita de sangue (menstruação) e saliva (desejo), é expressão de fatalidade e do pecado.. Neste ponto, Lilith é mais fiel ao protótipo da mulher do que a submissa Eva, embora ambas tenham sido veículo do “pecado” original..

Isto é uma treta… mas para quem acredita esta é a versão original.

Hoje as coisas estão mais ao menos num pé de igualdade onde nos é permitido ter sexo só por prazer e isso é mesmo muito bom. Embora ainda existam por ai algumas recalcadas que sexo é uma palavras que só se utiliza em casa e com o sinonimo de : Fazer amor.. Ora bolas fazer amor é muito bom, mas que é que não gosta de uma boa foda  sem muitos “entretantos”? quem é que não gosta de se entregar, de  sentir uma língua atrevida a percorrer-lhe o corpo, que toca, incendeia e por onde passa deixa um rasto de fogo, uma  mão que descobre explora apalpa da cabeça aos pés. A respiração no ouvido etc etc.

Sexo é bom e assuma-se ou não todos gostam.

E faz um bem tremendo à saúde. Sabem quantos músculos do nosso corpo são trabalhados numa relação sexual? Nada mais nada menos do que 40 músculos. Com a vantagem de aumentar a circulação sanguínea, assim como a pulsação cardíaca e a respiração. Só vantagens, acaba  por promover em grande escala o bom funcionamento do nosso  corpo..Agora digam-me , para que tanto ginásio ? O sexo poder ser encarado como um exercício físico, excelente para trabalhar os músculos, ao mesmo tempo que revigora o organismo e só trás benefícios.

Numa altura que só se fala em crise , e que a maioria das pessoas anda stressada e de mau humor . Pratiquem sexo.. é barato, saudável com inúmeras vantagens. É inquestionável, que o sexo faz bem a qualquer pessoa. Uma boa “foda” e bem dada  tem a capacidade de deixar as pessoas simpáticas, mais tolerantes, abertas, bem dispostas, mais equilibradas e menos stressante. Aqui entre nós, eu até creio  mesmo que ter relações sexuais mais do que 4 vezes por semana pode mesmo ser a chave para prolongar a vida humana.. Que o sexo faz bem à saúde isso é uma certeza, agora se ele é o elixir da juventude já não garanto. Mas bem vistas as coisas compensa fazer sexo, não é?

E agora? Alguém  lhe  apetecia  uma cena  escaldante de sexo? Bem me parecia!
 

publicado por Saia-Justa às 11:34
link do post | confessionário | ver confissões (20) | favorito
|

.Elas....

.pesquisar

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.pecados/recentes

. A encarnação do pecado

. Prevaricação

. A prova

. O que entendem por natura...

. Sina de Mulher

. Desejo ou Pecado?

. Eva ou Lilith... qual o p...

.pecados/absolvidos

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.últ. comentários

Vou revelar meu segredoNInguém imagina que na inti...
Procuro mulher fogosa para inversão.Tenho cara voz...
SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )http://www.sop...
Interessante. E agora, tantos anos depois... Já fa...
Pelo menos eu percebo e adoro quando minha namorad...
Kkkk... o que eu mais gosto é de explorar os lábio...
Macarron chacarron
Mulher, e a coisaa material mais gostosa que Deus ...
olá rapariga. pela tua mentalidade e pela abordage...

.mais comentados

33 comentários
31 comentários
30 comentários
28 comentários
eXTReMe Tracker
provided by Inteliture.com
Inteliture.com
online
blogs SAPO