Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

E viva a blogosfera!!

 

E gosto de dizer, viva o discernimento, viva a liberdade de expressão, sem hipocrisias e viva principalmente o sentido de humor… que, aqui é muito relativo. Existem pessoas que só conseguem achar graça no óbvio, e são críticos por excelência. Os sabe tudo que são exímios a julgar os outros. E como todos nós sabemos, é muito dúbia, a arte de julgar os outros. A verdade é que nem tudo o que parece é… é quase o mesmo que dizer, abre a pestana e olha duas vezes talvez consigas ver mais que o teu próprio umbigo.
Sexo é uma bênção!  Uma das melhores actividades físicas. Quando mais se faz, mais se quer!
E falar de sexo não faz das mulheres libertinas, desavergonhadas, putas ou pecadoras. Muito menos frustradas ou vagabundas.
A mulher de César não tem que ser séria, mas parecer. Mas que ideia mas ultrapassada.. para terem ideia, é do tempo dos romanos.
Hoje falar de sexo é um direito que todos têm, independente do estado civil quer seja homem ou mulher.. 
Afinal é praticado por todos, ou não?
 Quem é que não gosta de uma boa foda? Quem é que fica satisfeito se não atingir o orgasmo? Quem é que nunca praticou sexo oral? Existe alguém que não tenha fantasias..? Quem é aquele ou aquela que mesmo casado, nunca olhou para o lado? Para alguns falar de sexo e utilizar linguagem obscena é péssimo, para outros é óptimo. Quem é que nunca disse ou diz uma palavrão quando está envolvido quando faz sexo?
Falar e escrever sobre sexo é natural!
E o que é que isto faz de nós…? Vagabundas, galderias ..? Claro que se uma mulher falar de culinária, ( o sexo é tão natural como comer), não lhe fica mal, até há quem pense que só lhe fica bem, afinal é um tema bem feminino que elas dominam….agora escrever que tem prazer, desejos, e chamar os bois pelos nomes, alto lá..!!!
Ou é uma desesperada, uma mal casada, ou procura gajo ou sabe mais deus o que. Não é por esse motivo que a mulher é mais ou menos leviana,  mais ou menos praticante da traição ou da infidelidade.
Ai a pena que tenho de pessoas sonsas, boazinhas, ”modestíssimos” sem ser modestos, falsos moralistas. No melhor pano cai a nódoa e, por normal há que ter mais cuidado com as aguas paradas do que com o mar revolto.
Não sei se é moda ou um cliché dizer mal, ninguém quer, ninguém faz questão… quase todos de uma maneira ou de outra vão deitando aqui e ali uma acha para o fogueira. Também existe a velha máxima: quem casa não pensa e quem pensa não casa. O que é certo é que todos ou quase todos, salvo raras excepção acabam por passar por ele, todos (um dia) sonham com esse dia, e independente do tempo que dura o casamento é um ritual que deixa marcas e recordações, boas ou más… depende, cada caso é um caso.
Chega um momento da nossa vida em que começamos a pensar, seriamente, em juntar os trapinhos. Namoramos e depois, em geral, queremos casar, montar a nossa casa, ter filhos e viver felizes para sempre…
Sim aceito! E agora? A vida depois do vestido de noiva…
Deixa de ser ter opinião ou simplesmente somos a mulher como a mulher de  César ???
Devem as mulheres ser recatadas, anularem-se deixar de ter opinião só porque os outros podem pensar: a tipa deve ser fresca…
Casar pode ser óptimo não é sinonimo de infelicidade muito menos de rotina ou falta de sexo. Isso é uma tremenda mentira. Muito menos é verdade que quando  acaba a surpresa de uma nova piloca e de novas  acrobacias sexuais... acaba  o fogo ou inevitavelmente  aparece outra pessoa, tretas.

Também não é verdade que as mulheres são tão infiéis como se diz nem os homens como se supõe… é verdade que existe de tudo.. mas também não é menos verdade que ainda existem casamentos felizes sem traições /infidelidade. Não quero dizer com isto que elas são santas, ou eles pouco homens.. a paixão é efémera acende-se e apaga-se como um fósforo mas o amor é real, e se existe, meus amigos não há volta a dar a coisa resulta.
Criatividade na cama há quem diga que o “negócio” é ser criativo. Criatividade para evitar que a rotina fira de morte o prazer. Pensar  em que medida já vencemos os nossos tabus e qual é o nosso  grau de satisfação nos  encontros amorosos debaixo  dos lençóis.
 Será que os resultados espelham o que acontece na cama?
O sexo não é apenas  um ritual ditado pela afeição, também é uma coisa de pele, de instinto, cheiro, tesão, brincadeira, etc etc . tem que dar felicidade, amor-próprio, prazer, alegria e saúde mental.
No casamento, as mulheres hoje não esperam mais passivamente, o prazer, vão buscá-lo, com energia e imaginação.

Uma boa parcela, de facto, ousa nas estratégias…. desde o striptease ás surpresas.. elas sabem o que querem e como querem. 

Falam de sexo sem pudores, opinam, não têm vergonha de o fazer, e, até escrevem sobre o assunto não sendo por isso umas ordinarias.
Eu chamo a isto mulheres bem resolvidas e de bem com a vida, e outros  chamam de gente "estranha"…  e até dizem: A minha mulher não é assim, blá, bla,´blá ... está deve ser é  mais uma cabra.

E elas também os julgam a  eles… o meu marido..? Não se eu sei que faz uma coisa desta está despedido..
Pois vivam lá a ilusão dos vossos seres, (perfeitos)... mas lembrem-se não ponham os "anjinhos" nas alturas, porque normalmente quanto mais alto se está pior é o tombo.
Casamento pode ser óptimo, com respeito, como em tudo na vida.
Dizem  das mulheres casadas, não estão interessadas em sexo com os maridos. 

E também dos homens que não estão interessados em sexo com as respectivas.

O problema não é geralmente a falta de desejo sexual , é que eles não estão interessados em sexo com os parceiros, o que lhes falta na maioria das vezes é apimentar a relação e inovar… esquecer que o casamento não é só regras mas muito tesão, muita foda, e até  muitas palavras obscenas.
Nem todos são perfeitos é um facto.
Quando se começa a achar difícil recordar-se da razão por que algum dia pronunciou o Sim..!! falar em tesão até pode ser uma maldade. Não adianta querer inventar quando não há tesão. Sem libido, não dá para ser criativo. É ele que gera criatividade nas relações. Definitivamente, não adianta espelho no teto sem tesão”
Homens, mulheres, independente do estado civil.. deixem-se de merdas e de criticazinhas da treta. Julgar os outros é fácil quando esquecemos os agreiros nos nossos próprios olhos.

Não confundir sexo com pornografia muitos menos misturar estações. Escrever sobre sexo não é obrigatório  que se fale na primeira pessoa.
Mas se há coisa que me delicia aqui na blogosfera são os falsos moralistas e pregadores do moral alheio. Criticam mas opinam, comentam lêem e não deixam de ler. Há quem defenda que criar um blog serve para transmitir sabedoria, a sua! são os egocêntricos mas tudo bem, errar é humano!

A esses não serve o  Vivam e deixem viver...
Caramba, liberte-se das questões mesquinhas e deixe que uma boa gargalhada o faça lembrar o que de bom existe sobre falar, escrever e praticar sexo.

RIA, pela sua saúde e deixe-se de clichés e frases feitas!

publicado por Saia-Justa às 14:11
link do post | confessionário | favorito
|
13 comentários:
De Não tenho tomates para me identificar !! a 13 de Abril de 2009 às 16:48
Mulheres que Escrevem/Mulheres que Lêem é um titulo de um livro.
Ninguém sabe tudo mas podem se sentem no direito de julgar
Quando uma jornalista espertinha perguntou a Jack Nicholson porque é que um homem como ele precisava de pagar para ter sexo, ele corrigiu– mas está enganada, eu pago para elas se irem embora depois…
O meu amigo Joselino, feio que nem uma noite de trovoada, com o sex-appeal de uma betoneira, diz com orgulho que nunca foi às putas, porque nunca precisou.
Segundo a crendice generalizada, fermentada por uma feminismo de sacristia, mais velho que a Sé de Braga, mas disfarçado pelo novos evangelhos do “Sexo na cidade” ou os conselhos alcoviteiros da “Cosmopolitan”, um homem que vai às putas tem falta de truca-truca, ou pior (esta é de um machismo de andaime) – a mulher não lhe dá sustento.
Um homem que vai às putas, tem a Gant contrafeita aberta até ao umbigo, crucifixo de ouro que assoma na floresta felpuda, um maço de notas na camisa e uma mão sapuda que mete mudanças na Nissan Navara das obras (ou no Porsche que importou da Alemanha) com a mesma sensualidade bruta que mete a mão na perna da menina do Bataclan. É a indústria cultural dos rótulos, e que bem fariam em abrir uma salsicharia.
É precisamente este tipo de “postibulado” que leva a associar as missinhas ao deus Onan com consumo de pornografia, ou a boa e retemperadora sarapitola (“the best part of my day” como defendia Kevin Spacey em “American Beauty”) à mais desbraguilhada rebarba sexual.
Ora isto é, como dizia outro amigo meu, confundir uma salada de mamão, com uma mamada no salão; unicamente admissível em homens-fraude e em mulheres que julgam dominar a ciência oculta da pila a partir das teorias do Júlio Machado de Vaz ou das artigalhadas sex-shop das revistas femininas, que são prontuários de sexo, travestidos de cosméticos, moda e sapatos.
Em geral e abstracto os homens admitem com relativa humildade não perceber patavina do eterno feminino. Nem precisam, a não ser que isso constitua condição sine qua non para encurtar a distância a percorrer até aos lençóis de cetim.
Diz a sabedoria popular que as mulheres precisam de uma razão para fazer amor, os homens precisam de um sítio.
E são exímios julgadores tendo como referencia o “material” que tem em casa.
Se alguma mulher tem o atrevimento de dizer sobre os machos que são por definição simplórios entesoados com os neurónios concentrados no baixo ventre e com uma tesão sem intelectualidade ou mistério é critica que não suportam.
Elas, as mulheres acreditam que dominando os mecanismos da erecção induzida podem conduzir pela trela os homens de língua à banda, que é no fundo toda a emancipação que alguma vez desejaram (ai, ai, com esta já me fodi).
Mais do que o rebaixamento da condição feminina desconfio que a razão de tanta iracunda no homem é mesmo a sua insegurança sexual. (ai, ai, ai).
É mais confortável aos homem imaginar que a companheira é uma santa e irem às putas e ter fantasias porcas com a vizinha do 3º dtº, a neo-hippie libertina, estudante de românicas que languidamente vai fumar erva para as reuniões do condomínio.
Não há coisa pior em matéria de sexo do que ter certezas.
A incerteza aguça a curiosidade, o engenho, a descoberta e a dúvida; e a dúvida é o maior afrodisíaco jamais inventado pelo homem.
Escrevam mulher nós os homens apreciamos.
De tailleur-e-saltosaltos a 13 de Abril de 2009 às 22:39
Olá sem tomates!
Esses curtos ensaios didáticos, Mulheres que escrevem/Mulheres que leêm, de que falas são, sem dúvida interessantes, mas acho que te querias referir mais concretamente aos livros, Mulheres que escrevem vivem perigosamente, Mulheres que leêm são perigosas, que abordam tempos idos onde vocês homens como inseguros que são, proibiam a escrita e a leitura às mulheres mas tudo bem, ultrapassamos isso sem traumas.
Agra e tentando responder ao teu comentário, apraz-me dizer que:
Homens que vão ás putas, são homens, fazem o que entendem e eu pelo menos não tenho nada com isso.

Em geral e abstrato os homens admitem não perceber patavina do eterno feminino, e é verdade, não admitem é que haja algo feminino que lhes resista.

Essas mulheres "emancipadas" retratadas aí, devem ser aquelas que passeiam o cãozinho ao colo porque, homens de trela e com a língua à banda....hui isso já se conseguia no tempo em que nos obrigavam a andar com cinto de castidade!

A razão de tanta iracunda nos homens é mesmo a sua insegurança "total" e não só sexual, em razão ao tal eterno feminino de que tanto falam.

Quanto ao mais confortável eu substituiria por "mais fácil" porque é sabido que o confortável não vos assenta bem, a vocês homens.

Agora, concordo plenamente quanto à certeza! Sendo a dúvida o maior afrodisíaco jamais inventado pelo homem, bom era que também a aplicassem no material que têm em casa, evitavam-se muitas vezes males maiores como aquela "o corno é sempre o último a saber".

Gostei da tua participação aqui no nosso cantinho, só não levas nota máxima exactamente porque não tiveste tomates!!
Foi mesmo uma pena acredita, mas volta sempre com eles ou sem eles
De Saia-Justa a 14 de Abril de 2009 às 09:19
Um comentário destes ... quase que obriga a uma reflexão.

Há mulheres e mulheres umas escrevem outras não e depois há homens... uns olham as mulheres como iguais outros assumidamente patéticos nota-se o desconforto e a dificuldade que tem em perceber que somos iguais a eles, assim de grosso modo só muda o que temos entre as pernas….
Isto é uma equação simples: dois bonequinhos de chocolate, o bonequinho têm mais um bocadinho de chocolate do que a bonequinha.
O Jack Nicholson não paga para ir as putas, paga sim, para que eles se vão embora!
Como anedota têm a sua piada, mas é daquelas piadolas de humor tão obvio que se me rir até me faz cieiro.
Já o Joselino,que até pode ser feio que nem uma noite de trovoada, com o sex-appeal de uma betoneira mas deve ter dois dedos de testa.
Porque se é crendice generalizada que um homem vais as putas porque tem falta de truca-truca ou a mulher não lhe dá sustento.
Também não é menos verdade ou (crendice) que os homens com a respectiva é na base da tradicional sopa de feijão, porque para degustar uma boa sobremesa ou um acepipe diferente preferem as outras.
Ou sejas a velha máxima: existem as mulheres para casar e as outras…
Até me apetece dizer: háaa grande joselino, consegue ter uma lady na mesa e uma puta na cama.
Mas já me estou a desviar do propósito do post.
Nem tudo na vida se resume a sexo mas também.
Não sei se é a coisa mais importante do mundo ( mas deve ser) ou eu não estaria aqui, eu e todos nós… ou alguém tem duvidas que existem como causa efeito de uma foda? Nem sempre grande ou bem dada … mas o principio foi o mesmo.
O sexo faz girar o mundo. E até acredito que muitos dos males que existem no mundo são por falta de sexo..
Até o Salazar se tornou na pessoa execrável que era fazendo uma nação triste e infeliz porque não conseguiu (comer) a filha dos patrões do pai.
Ai mas não tenho duvidas nenhumas que foi um complexo de inferioridade e tesão recolhida que lhe moldaram a personalidade.
Porque isto meu amigo quem fode frequentemente é muito mais feliz e inevitavelmente traz um sorriso nos lábios.
Não existem fórmulas mágicas nem originais para falar de sexo. Mas aqui também não se utilizam clichés.
O problema esta na cabecinha de quem o lê… isto é mais ou menos ainda que mal comparado como o esparguete ( uma mulher escrever num blog mil e um acompanhamentos para o esparguete e não vem dai mal nenhum ao mundo, até é prendada…) ninguém acha que a gaja é obcecada por massas ou frustrada) se escreve sobre sexo, e a base até é a mesma ( alimento) um para o estômago o outro para a alma, ai Jesus ai jesus que andam com o cio, são mal amadas frustradas e tem falta de afectos.
Ó meuS amigos tenham dó da nossa inteligência e organizem-se… deixem-se de mesquinhices, o sexo é uma necessidade fisiológica.
Escreve sobre o esparguete quem gosta de o fazer e até sabe que tem mão para a coisa… sobre sexo é igual. gosta de o fazer quem nunca teve “reclamações” e quem se sente amada e segura para brincar com o assunto, porque no pecadoras o sexo é leve e divertido não se contam aventuras sexuais com detalhes.
Isto não faz de nós mulheres que falamos de sexo :frustradas, mal amadas, cabras, vagabundas ou muito menos putas.
Até porque uma prostituta recebe por uma prestação de serviços e nós aqui oferecemos boas gargalhadas e de graça.
Para todos aqueles que por ai opinam sobre os mal da blogosfera que virou um antro de perdição só tenho uma coisa a dizer: fodam muito… ficam mais felizes e o país agradece.

PS: A outro comentário deste tamanho não respondo, recuso-me
De filhosdapauta a 13 de Abril de 2009 às 17:38
Os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?
As vozes das mulheres cada vez mais se fazem ouvir na blogosfera e não é uma questão de libertinagem é sim, um modo de dizer que estão vivas e que também sabem o que querem.do que é que os homens tem em medo, da concorrência? Existem mulheres que falam de sexo com o requinte de uns camionistas outras que falam naturalmente, dêem uma volta por ai. Ainda bem que existem algumas que gostas tanto de fazer sexo como de fazer amor
De tailleur-e-saltosaltos a 13 de Abril de 2009 às 22:43
Huau.....vocês são uns filhos da pauta esclarecidos!!

Parece até que deixaram de lado aquela eterna desculpa do não perceber patavina do eterno feminino!

Olha gostei
De Saia-Justa a 14 de Abril de 2009 às 09:26
Depende dos homens... alguns fazem "amor" e sempre na mesma posição para não perder o jogo

Pois eu meu caro "filhosdapauta" umas falam de sexo com requinte de camionista outras davam tudo para ter um "camionista" na cama... mas enfim lá se vão contentando com companheiros que acham que sexo nem é assim tão importante .. porque isto das mulheres dizerem que gostam de sexo é para alguns sinal de que estão no cio.

Agora vou utilizar um cliché : façam sexo... uma vez por dia nem sabem o bem que vos fazia.

De tailleur-e-saltosaltos a 13 de Abril de 2009 às 23:54
É pá eu dava tudo como diz a Adelaide Ferreira....para saber qual avental é o teu!!
Cá para mim és a das maozinhas no colo e ar saudoso

5 estrelas a foto!!
Mas tens razão nem tudo o que parece é! Aquele pau que a tiazinha tem entre as pernas é mesmo só um pau

Agora sabes que mais??eu também gosto destas maganas!

E viva a liberdade de expressão, o sentido de humor, não deixa de ser um cliché ...mas na falta do resto olha ri-te
De Saia-Justa a 14 de Abril de 2009 às 09:36
Deixa-te de conversa não se está mesmo a ver que eu sou a do pau.. a pecadora com o cio que escreve estas barbaridades no blog por falta de afectos
Sim, concordo que a foto é linda, sempre fomos muito fotogénicas, não é?
Gostamos minha querida gostamos... as maganas até nos fazem rir com fartura.
Mas queres saber o que me faz mesmo rir sorrir e gargalhar? é a importância que certas pessoa se dão...a vida é tão simples para que complicar, não me dizes..
E viva a blogosfera mas não abuses cuidado com esses sonhos … aquele é meu e ninguém tasca!!
De tailleur-e-saltosaltos a 14 de Abril de 2009 às 11:03
eu sou a do pau.. a pecadora com o cio que escreve estas barbaridades no blog por falta de afectos

Bem, se tu o dizes quem sou eu para duvidar!!

Tens um lenço lindooooooo
De Saia-Justa a 14 de Abril de 2009 às 11:13
Nunca duvides de uma "pecadora" !
Sou eu muito virada para as novas tecnologias e já ando a meter o bichinho as outras maganas aqui da aldeia

Toda eu sou linda e chique, e o chinelito não gostas
De nokas a 14 de Abril de 2009 às 15:52
Concordo com tudo o que foi dito a gente tem mais é que VIVER E SER FELIZ... e o resto é conversa pura sombra de arvores alheias..

A final até onde eu sei a VIDA é só uma... deixem de ser os outros e sejam autênticos .

E tenho dito
De tailleur-e-saltosaltos a 14 de Abril de 2009 às 18:39
Huau....

Chegou viu e venceu!!!

É assim mesmo que se fala....e faz
De freira a 15 de Abril de 2009 às 00:38
E eu acrescentava!!

..uma dama de dia..uma puta à noite!!

Toca a dar-lhe!

faz bem à saúde , Rica??

ó pra mim!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentar post

.Elas....

.pesquisar

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.pecados/recentes

. Curiosidades do João "E...

. Realidade ou alucinação ....

. “Cu que não fala é cu sem...

. Quem disse que o tamanho...

. Conversa de WC

. Quem disse...???

. Afinal no que ficamos...?

. Hummm, pode ser quentinho...

. Traição

. Umas dirão que sim, outra...

.pecados/absolvidos

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.últ. comentários

Vou revelar meu segredoNInguém imagina que na inti...
Procuro mulher fogosa para inversão.Tenho cara voz...
SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )http://www.sop...
Interessante. E agora, tantos anos depois... Já fa...
Pelo menos eu percebo e adoro quando minha namorad...
Kkkk... o que eu mais gosto é de explorar os lábio...
Macarron chacarron
Mulher, e a coisaa material mais gostosa que Deus ...
olá rapariga. pela tua mentalidade e pela abordage...

.mais comentados

132 comentários
101 comentários
88 comentários
87 comentários
81 comentários
eXTReMe Tracker
provided by Inteliture.com
Inteliture.com
online
blogs SAPO